segunda-feira, 31 de agosto de 2009

distraidas pegamos um onibus
distraidas flertamos o céu
distraidas ficamos gripadas
distraidas choramos escondidas
distraidas lemos um livro
distraidas sentimos saudades
distraidas damos nossos corpos
distraidas imploramos melhoras
distraidas recitamos nossas poesias
distraidas cortamos as unhas
distraidas nos abraçamos amigas
distraidas comemoramos aniversários
distraidas enchemos os copos
distraidas olhamos o mar
distraidas pensamos pensamos na vida
distraidas nos apaixonamos
distraidamente distraidas

domingo, 30 de agosto de 2009

amor das entrelinhas

Nos amamos. Nos tocamos. Nos vivenciamos. Dia a dia. Cada pedaço de circunstancia e de troca é sentido no particular. Um íntimo extremamente particular, invisível e imperceptível na íntegra por qualquer outro que seja. Ou por quem se queira compartilhar com.
Histórias existem para serem interpretadas e sentidas, de certa forma. As histórias são feitas por íntimos particulares, que existem, persistem e se expõem na tentativa de serem um pouco, pelo menos, captáveis por outros íntimos. As histórias podem emocionar, e na maioria das vezes são feitas para tal, porém, o que existe de mais belo, particular e compartilhável é o silêncio das entrelinhas. O infinito silêncio que nos faz sentirmos tão íntimos e sensíveis.

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

ensebada,
cabelo bagunçado,
suada,
roupa mulamba,
pé sujo
e calcinha furada.
como se tivesse sido deixada.
por que?

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Hoje já é quarta-feira
Passaram-se os dois dias
Vêm outros dois
What is the most beautiful word in english?
LOVE

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

amígolas,

amo vocês.


aqui me abro
me jorro, me jogo, jocosa, do jeito que for
transparente
mesmo que incompreensível
ou até que ponto compreensível?
minhas palavras me mostram
vcs sentem
me veem
as únicas que, de fato, aqui me veem
sempre
é muito bom se abrir, jorrar, sem se preocupar
maravilhoso é poder se entregar.
e se eu me cansar?
e se eu já me cansei?
e se tudo que for doce demais amargo me ficar?
amargos amores prazeres instantâneos guardo numa caixa dentro do meu guarda-roupa

e se?
e se existir dúvida?
e se ainda existir dívida ativa na pele e nos órgãos sexuais tremelique na barriga bexiga quero mijar

e se dúvida for arrependimento?

cuidado,
o meu amor é universal banal carnal de puta de todos intenso SÓ
me ame me beije me lamba me coma me deite no colo
mas nao se vicie em me mimar
o muito doce é amargo demais.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

video

domingo, 9 de agosto de 2009

livre iniciativa pra te fazer feliz
e correr de mãos dadas com você por ai
a sâmya dança na sala vazia
enquanto ela mesma toca piano
a sâmya dorme na cama sozinha
enquanto ela mesma conta uma historinha
a sâmya sonha na noite vazia
enquanto ela mesma desenha as nuvens no céu

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

quero algo que se fixe em mim
sentimentos líquidos transbordam
todos começam, mas nem todos tem fim.

a gente sempre tem que lutar contra nossos pensamentos.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

É maravilhoso poder fugir da gaiola
e cagar pra as merdas que infestam a nossa casa.

socando olheiras

Aperte as minhas orelhas
não deixe que eu escute nada
cuidado com as minhas olheiras!!
não as aperte
elas doem e, cheias de amarguras, choram e gritam
e se socando ficam roxas
cuide delas
não as machuque
finja para si e para os outros
que tudo está em equilíbrio
e tampe os meus ouvidos
que eu finjo que não vos escuto.